Loja Virtual Grátis

Loja Virtual Grátis
Patrocinador

Lojas estudam acionar judicialmente Redecard e Visanet

 

cartão de crédito


por Agência Estado



Na queda de braço contra as processadoras de cartão de crédito, a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) estuda acionar judicialmente a Visanet e Redecard por abuso de poder econômico. O presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Junior, disse ontem que o processo administrativo aberto na semana passada pela Secretaria de Direito Econômico (SDE) contra a Redecard pode servir de base para uma ação da entidade, e mostra a necessidade urgente de uma regulamentação do setor.

Segundo Pellizzaro, a área jurídica da CNDL vai dar um parecer sobre o assunto até a próxima sexta-feira. "O duopólio que existe hoje no Brasil está impedindo a concorrência e obrigando os lojistas a aceitarem as condições impostas pelas empresas. Estamos dispostos a tomar medidas judiciais", disse. Na quinta-feira, a SDE abriu processo contra a Redecard por entender que a empresa está cometendo abuso de poder ao limitar o trabalho dos chamados facilitadores, que operam nas transações comerciais realizadas pela internet.

A Redecard negou a irregularidade, e disse que as mudanças pretendidas nos contratos com os facilitadores são necessárias porque essas empresas representam um risco ao sistema de pagamento. "Por terem um volume de fraudes elevado, elas oferecem um ponto de fragilidade ao sistema", disse, na semana passada, o diretor executivo de Emissores e Produtos da Redecard, Ronaldo Varela. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

 

VAGNER FERNANDES DAVID  Pride Commerce  |  www.pridecommerce.com  |   11 9766-8986  |  18 9781-2575 |  18 8806-8356

 

0 Comentario "Lojas estudam acionar judicialmente Redecard e Visanet"

link patrocinado

Saldão de Eletros

Sua loja grátis

Copyright

É expressamente proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo e dos textos disponíveis no site principal (http://www.pridecommerce.com), no fórum de discussões, no boletim de notícias enviado por email e em nas nossas páginas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.), seja através de mídia eletrônica, impressa ou qualquer outra forma de distribuição, mesmo citando a fonte e colocando link para o artigo original. Os infratores serão indiciados e punidos com base nas leis nº 9.610 de 19/02/1998 (Brasil), Digital Millenium Copyright Act (DMCA) (EUA) e diretiva 2001/29/EC (União Européia).



Não nos responsabilizamos por danos materiais e/ou morais de qualquer espécie promovidos pelo uso das informações contidas em nosso site, em nosso fórum de discussões, nosso boletim de notícias ou em publicações feitas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.).



Opiniões emitidas por usuários e moderadores não necessariamente refletem a opinião da Pride Commerce e de sua direção.