Loja Virtual Grátis

Loja Virtual Grátis
Patrocinador

Correios pretende expandir seus negócios, inclusive o e-commerce.

O ministro das comunicações, Hélio Costa, anunciou que o governo federal está preparando uma medida provisória para alterar o marco regulatório da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT). A principal alteração é a mudança de regime jurídico da estatal para sociedade anônima de capital fechado. A empresa passaria a se chamar Correios do Brasil S/A, a hipótese de abrir o capital da empresa está descartada.

Correios pretende expandir seus negócios, inclusive o comércio eletrônico

O objetivo desta medida provisória é aumentar em 50% o faturamento da empresa, que anualmente é de cerca de R$ 12 bilhões. A ECT poderá atuar em outras áreas, como o comércio eletrônico, oferecer mais serviços pela internet, deixando-a mais competitiva, e ainda poderá ampliar a atuação no exterior e modernizar a gestão da empresa.

Outra novidade é o envio monetário para o exterior, similar ao processo já realizado no Brasil. Este serviço visa auxiliar os brasileiros que vivem no exterior. Todo ano é feito remessas de dinheiro no valor de US$ 6 bilhões.

A medida provisória será apresentada em março deste ano para os ministérios do Planejamento, Fazenda e Comunicações.

0 Comentario "Correios pretende expandir seus negócios, inclusive o e-commerce."

link patrocinado

Saldão de Eletros

Sua loja grátis

Copyright

É expressamente proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo e dos textos disponíveis no site principal (http://www.pridecommerce.com), no fórum de discussões, no boletim de notícias enviado por email e em nas nossas páginas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.), seja através de mídia eletrônica, impressa ou qualquer outra forma de distribuição, mesmo citando a fonte e colocando link para o artigo original. Os infratores serão indiciados e punidos com base nas leis nº 9.610 de 19/02/1998 (Brasil), Digital Millenium Copyright Act (DMCA) (EUA) e diretiva 2001/29/EC (União Européia).



Não nos responsabilizamos por danos materiais e/ou morais de qualquer espécie promovidos pelo uso das informações contidas em nosso site, em nosso fórum de discussões, nosso boletim de notícias ou em publicações feitas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.).



Opiniões emitidas por usuários e moderadores não necessariamente refletem a opinião da Pride Commerce e de sua direção.