Loja Virtual Grátis

Loja Virtual Grátis
Patrocinador

15 Dicas do que não fazer nas redes sociais.

As redes sociais são hoje espaços ótimos para divulgação de produtos, informações sobre as empresas, mais um canal de comunicação com o cliente, entre tantas outras vantagens. Estar nas redes é essencial, assim como mantê-las atualizadas.

15 Dicas do que não fazer nas redes sociais”

Às vezes as empresas podem não conseguir atingir os objetivos, alguns erros são comumente repetidos, ou por falta de experiência, falta de conhecimento, ou até mesmo não ter alguém dedicado ao trabalho das redes sociais. Por esses e outros motivos, deixe de cometer os erros mais comuns, siga a lista a seguir com dicas do que não fazer nas redes sociais:

1) Escrever com erros de português e textos longos: o primeiro passo é escrever corretamente de acordo com a gramática, para gerar credibilidade. As informações devem ser claras e objetivas, textos muito longos cansam o usuário, que muitas vezes abandona-o antes de terminar. O melhor é escrever com tópicos, mostrando os dados mais importantes. Se realmente for necessário publicar um texto longo, insira um link para uma página com mais detalhes.

2) Comentários sobre temas polêmicos: evite postar informações sobre religião, política ou futebol, tenha foco nos temas mais importantes para a sua empresa.

3) Inserir apenas elogios de sua empresa/ produto: além de comentários positivos sobre os seus serviços, crie também conteúdos relevantes, com informações interessantes, compartilhe os dados, conversando com o público. Começar um relacionamento tentando vender um produto ou serviço é desagradável, aos poucos vá inserindo as informações e vantagens de sua empresa, no meio dos conteúdos que estão sendo discutidos.

4) Discordar publicamente de um cliente: o cliente sempre tem razão, coloque-se a disposição para esclarecer os fatos levantados, sendo cordial, com o objetivo de resolver os possíveis problemas, para reverter o quadro a favor da empresa.

5) Apagar comentários críticos e ficar na defensiva: informações negativas ou críticas devem ser trabalhadas para gerar um efeito contrário, favorecendo a imagem da empresa. Por isso não fique na defensiva, opine, mostre o seu ponto de vista, atendendo o cliente, apresentando soluções, para reverter à imagem negativa inicial.

6) Usar um endereço de blog que não seja um domínio ou sub-dominío próprio: o ideal para criar identidade e fixar o nome da empresa com os clientes é utilizar um domínio próprio, também para ser mais fácil de ser encontrado nos mecanismos de busca.

7) Utilizar modelos de layout padrão: as redes sociais oferecem templates padrões para utilização, o recomendado é deixar a página da empresa personalizada, de acordo com sua identidade visual. Assim é reconhecida visualmente pelo seu público.

8) Inserir muitos widgets: divulgue os widgets mais importantes, como links para outras redes sociais e blogs, e ainda formulários para captura de e-mails. Não encha a sua página com muitas informações desnecessárias, tenha sempre em vista o seu objetivo principal.

9) Não utilizar feeds: use os feeds e confira os resultados, é uma ótima ferramenta para deixar a audiência engajada e atualizada sobre as novidades.

10) Não usar formulários para capturar e-mails: os usuários geralmente querem receber materiais e informações mais detalhadas, deixe em seu blog ou página um formulário para cadastro de e-mail. Sempre envie algum conteúdo para aqueles que se cadastram, não deixe o cliente só na expectativa.

11) Não acompanhar os resultados: sempre que publicar qualquer informação, ou até mesmo receber comentários, analise e acompanhe o desempenho. Com base na análise das interações que já foram feitas nas mídias sociais, é possível criar novas estratégias para atender cada vez melhor os clientes.

12) Evite que a empresa seja “amiga” das pessoas: o objetivo das empresas é divulgar produtos e serviços, e criar relacionamento com os clientes, estes objetivos podem ser atingidos postando informações, compartilhando conteúdos, ou seja, não é preciso ser amigo das pessoas, o relacionamento e o perfil tem caráter mais profissional.

13) Achar que só existe Facebook, Twitter, Orkut e Blog: hoje na internet temos muitas comunidades e outras redes menores, por isso a empresa deve ter conhecimento da amplitude e potencial destes novos meios de comunicação e interação, e tentar trabalhar aquelas redes que julga importantes para seu negócio. Nem sempre a rede social mais conhecida é apropriada ao seu público.

14) Não compartilhar postagens de outros seguidores: informações importantes postadas por outros seguidores devem ser compartilhadas, este fato mostra o engajamento da empresa e fortalece o relacionamento entre os participantes da rede social.

15) Achar que vídeo online é só para propaganda: os vídeos online são recursos muito importantes não só para a divulgação de produtos e serviços, mas também para compartilhar conteúdos de interesse geral, tutoriais e informativos são bem válidos.

0 Comentario "15 Dicas do que não fazer nas redes sociais."

link patrocinado

Saldão de Eletros

Sua loja grátis

Copyright

É expressamente proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo e dos textos disponíveis no site principal (http://www.pridecommerce.com), no fórum de discussões, no boletim de notícias enviado por email e em nas nossas páginas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.), seja através de mídia eletrônica, impressa ou qualquer outra forma de distribuição, mesmo citando a fonte e colocando link para o artigo original. Os infratores serão indiciados e punidos com base nas leis nº 9.610 de 19/02/1998 (Brasil), Digital Millenium Copyright Act (DMCA) (EUA) e diretiva 2001/29/EC (União Européia).



Não nos responsabilizamos por danos materiais e/ou morais de qualquer espécie promovidos pelo uso das informações contidas em nosso site, em nosso fórum de discussões, nosso boletim de notícias ou em publicações feitas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.).



Opiniões emitidas por usuários e moderadores não necessariamente refletem a opinião da Pride Commerce e de sua direção.