Loja Virtual Grátis

Loja Virtual Grátis
Patrocinador

Como fazer dos cartões máquinas de negócios

Cartão de visita: Como fazer dos cartões máquinas de negócios

O cartão de visita é uma ferramenta, que se bem utilizada, pode, além de iniciar conversas, facilitar negociações. Não deixe que ele se torne apenas uma manifestação artística.
O Cartão de visita tem um importante papel no marketing pessoal e empresarial. Ele é o agente responsável por causar a primeira boa impressão e em segunda instância, funcionar como memória de curto e longo prazo, se bem cuidado e devidamente arquivado.
Em todo encontro social, evento ou solenidade o cartão de visita está presente, servindo de ponto de contato e troca de informações pessoais.Porém, apenas carregar seus cartões e distribuí-los por aí não basta para que ele cumpra plenamente seus objetivos.

O cartão de visita é a representação gráfica do seu contato e para cumprir bem este papel deve desempenhar algumas poucas, mas importantes tarefas.
Um bom cartão de visita deve:
  • Criar ou manter uma boa primeira impressão
  • Criar uma âncora (associação) com sua pessoa
  • Oferecer algum atrativo ou vantagem
  • Servir de memória para dados importantes
A primeira impressão é a que dura mais
É possível utilizar o cartão de visita como ferramenta para criar ou manter um boa primeira impressão a seu respeito e a respeito de seu negócio. Detalhes subjetivos como o material utilizado, cores, fontes, design gráfico e verniz são os responsáveis por esse efeito.
  • Materiais. A tecnologia gráfica atual está muito avançada e possibilita (dependendo da gráfica) a utilização de plásticos (PVC), emborrachados, lâminas de metal, esponjas, mini-cds e uma infinidade de outras coisas. Já vi na Internet até gente que imprimiu na casca de amendoim e peças de dominó, mas não vá a este extremo, siga os formatos padrões.

  • Acabamento. Se o orçamento permitir, crie duas linhas de cartões de visita. Uma direcionada aos supereventos e outra para uso cotidiano. Pense em imprimir em pequenas quantidades cartões focados em um determinado evento, sincronizando fontes e cores. Os recursos são texturas, relevos, cantos arredondados e chanfrados, picotes, recortes, perfurações, tintas e verniz.

Associação do cartão à imagem do dono
Não permita que seu cartão de visita vire apenas mais um, que não lembra ninguém na pastinha de pessoas importantes para você e seu empreendimento. Quem olha seu cartão de visita, precisa lembrar da sua pessoa, mesmo que alguns anos já tenham passado.
  • Criar a âncora. Termo comum entre os marqueteiros, âncora é a ideia, frase ou jargão que remete imediatamente ao seu correspondente, por exemplo; ‘mil e uma utilidades’ - nem precisa falar do Bombril. Você precisa associar seu cartão de visita com você. Já ouvi histórias de gente que derramou água na pessoa para quem entregou o cartão, arriscado, mas ficou marcada como a moça da água quando essa pessoa vê o cartão dela. Tem gente que entrega o cartão fazendo truques de mágica, outras simplesmente incluem uma foto.
O benefício de conhecê-lo pessoalmente
Pense numa maneira de deixar evidente em seu cartão de visita a vantagem que é conhecer você pessoalmente. Mostre que você não é apenas mais um na empresa, e que um contato direto pode trazer vantagens competitivas. Faça do seu cartão de visita um item cobiçado.
  • Oferecer um atrativo ou vantagem. Conhecer pessoas importantes já pode ser um atrativo significativo a impulsionar o desejo de ter seu cartão de visita. Mas ainda podemos oferecer mais. Algumas pessoas transformam quem tem um cartão seu em clientes VIPs, basta mostrar o cartão (ou parte destacável dele) e ganha desconto na compra de produtos. Outras fazem de seus cartões verdadeiros ingressos que abrem portas disputadas na empresa. Use a criatividade e faça do seu cartão de visita uma vantagem competitiva.
Seu cartão de visita como memória
A mais elementar - nem por isso menos importante - característica do cartão é a capacidade de armazenar dados e funcionar como memória de curto e longo prazo à pessoa que recebe o cartão de visita. Pensando nisso os dados nele inseridos precisam ser friamente calculados.
  • Dados do cartão de visita. As informações comuns são: nome, título, empresa, telefone, fax, e-mail, endereço na Internet (URL) e logotipo. É importante colocar também uma linha dedicada a informar o que a empresa faz, qual é o produto ou serviço. No meu caso é atacado e varejo de doces. Tenho alguns cartões guardados em que o nome da empresa não tem um significado óbvio e não há nada informando qual é o serviço prestado, simplesmente não sei mais de quem é e porque tenho esse cartão de visita guardado.
  • Ser diferente. Você não precisa colocar tudo de uma vez no seu cartão, mas evite ser minimalista e escrever apenas o seu nome e telefone. Se ainda assim achar que poucas informações serão mais eficientes para seu caso, certifique-se de caprichar na âncora.
  • Maximizando as informações. Para não ocupar muito espaço no cartão, você pode por exemplo inserir uma linha com o endereço na Internet onde tem um perfil completo seu, da sua empresa e do serviço que você presta. Esse recurso também pode ser usado para oferecer o atrativo/vantagem como senhas, arquivos para download, créditos, etc…
  • Formato padronizado. Para seu cartão de visita funcionar como memória de longo prazo será necessário facilitar o arquivamento dele. Sendo assim você precisa seguir os padrões de formato. Existe até uma norma ISO para padronizar as dimensões dos cartões, a ISO 7810. O formato mais comum é 85.60 × 53.98 mm. Pastas de cartões, fichários e scanners levam essas padronizações em consideração.
São boas dicas para quem quer distribuir seus cartões, mas é possível melhorar a forma como você recebe também. Muitos ainda não criam suas âncoras ou esquecem informações importantes.
Nesse caso é interessante que você crie o hábito de escrever como, onde e com quem foi feito o contato em um papel ou ficha e anexar junto ao respectivo cartão antes de arquivá-lo.
FONTE: http://www.elitepress.com.br

0 Comentario "Como fazer dos cartões máquinas de negócios"

link patrocinado

Saldão de Eletros

Sua loja grátis

Copyright

É expressamente proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo e dos textos disponíveis no site principal (http://www.pridecommerce.com), no fórum de discussões, no boletim de notícias enviado por email e em nas nossas páginas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.), seja através de mídia eletrônica, impressa ou qualquer outra forma de distribuição, mesmo citando a fonte e colocando link para o artigo original. Os infratores serão indiciados e punidos com base nas leis nº 9.610 de 19/02/1998 (Brasil), Digital Millenium Copyright Act (DMCA) (EUA) e diretiva 2001/29/EC (União Européia).



Não nos responsabilizamos por danos materiais e/ou morais de qualquer espécie promovidos pelo uso das informações contidas em nosso site, em nosso fórum de discussões, nosso boletim de notícias ou em publicações feitas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.).



Opiniões emitidas por usuários e moderadores não necessariamente refletem a opinião da Pride Commerce e de sua direção.