Loja Virtual Grátis

Loja Virtual Grátis
Patrocinador

Dicas de apresentação de trabalhos para clientes [Parte 2]

Vamos continuar falando sobre o artigo Client Presentation Tips for Designers, que traduzimos e adaptamos do blog Freelance Switch, sobre a importância de mostrar para o cliente como sua visão é valiosa e comprovar que o seu trabalho vai trazer resultados. Dicas de apresentação de trabalhos para clientes [Parte 2]Na primeira parte do artigo falamos sobre como proceder antes mesmo de apresentar seus trabalhos aos futuros clientes. Dicas sobre como estabelecer expectativas; de como é importante conhecer o material do cliente e suas falhas e de preparar sua apresentação com base nisso – apontando soluções; de que forma você fará isso e de como estar preparado para quaisquer mudanças de planos necessárias.

O texto original está dividido em três partes (cada qual com subdivisões): “Antes da apresentação”, “Durante a apresentação” e “Após a apresentação”. Vamos continuar falando sobre o quê e como fazer no “Durante a apresentação”:

Utilize a linguagem do seu público – Se você está apresentando seu trabalho para alguém que já está acostumado com os termos do design, capriche ao abordar sobre tipografia, por exemplo. Na maioria das vezes, você vai precisar ficar atento a sinais sutis que seus clientes nem percebem – olhares em branco, pausas, comentários ou perguntas irrelevantes.
Tente descobrir qual vocabulário fica confortável aos ouvidos do seu público ouvindo cuidadosamente como eles próprios falam. Torne-se um apresentador mais eficaz, relacionando o seu trabalho a diferentes perspectivas, ou seja, aprenda a falar sobre os objetivos do negócio, bem como sobre princípios de alto conceito do Design.

Olhe as pessoas nos olhos – Mostrar que você é genuíno e apaixonado pelo que está dizendo tem um efeito contagiante. As pessoas envolvidas em um projeto seu só vão se sentir tão animadas e confiantes no seu trabalho do jeito que você também for.

Não interrompa – Se alguém estiver falando, deixe-o concluir. Cortesia vai longe.

Ouça – Tente verdadeiramente entender outros pontos de vista. Considere sua reação e o que isso poderia significar em termos de compromisso – às vezes pode ser um projeto ligeiramente menos ambicioso, mas que trará cliente leal e satisfeito. Ser “mente aberta” permite a você ouvir mais respostas (feedback) que podem tornar seu trabalho ainda melhor.


Não se desculpe a menos que você tenha algo pelo que se desculpar – Por exemplo, não há problema algum em fazer perguntas – não seja tolo querendo discutir um ponto em profundidade. Guarde suas desculpas para verdadeiras faltas.


Aceite elogios e siga em frente – Ego inflado pode ser prejudicial para a moral da equipe e impede o progresso. Tente receber elogios pelo bom trabalho com humildade e gratidão.


Faça muitas perguntas – Este é um bom caminho para manter uma conversa fluindo e também para entender melhor preferências subjetivas de seus clientes. Todo mundo é diferente. Cave fundo e esclareça respostas vagas ou contraditórias.

Depois da apresentação

A parte que vem na seqüência de um contato pode ser muito bem a coisa mais importante que você faz quando apresenta um produto. O simples fato de você expressar que ouviu as considerações do cliente no encontro pode ser a cartada final para garantir a confiança dele assim como também definir o tom da comunicação em curso.


Acompanhamento – no contato de seguimento – que preferencialmente deve ser feito em escrito, para que, se precisar, possa ser usado como referência depois – certifique-se de:
- Reafirme seus pontos-chave: você realmente disse tudo que tinha para dizer?
- Reafirme o que ouviu: o cliente tem considerações que você precisa resolver?
- Deixe claramente listados os próximos passos.
- Atribua responsabilidade para cada ação
Sempre consolide sua apresentação com otimismo, quer seja vindo na forma de elogio para a equipe do projeto ou meramente como uma demonstração de progresso. Tente duramente não finalizar sua apresentação antes que algo de positivo venha disso – entusiasmo e boa vontade natural impulsionam a venda para a conclusão e fazem sua situação mais agradável.

Pratique, pratique, pratique

A habilidade de se ter sucesso na apresentação de um produto é uma praticada lição. Quanto mais você exercitá-la, melhor você estará nela. Do mesmo jeito, você pode acelerar seu aprendizado seguindo algumas destas técnicas sugeridas para o processo.
Por exemplo, se suas práticas forem organizadas ao longo de todo o ciclo, com pastas devidamente nomeadas, anotações de reuniões e cronograma atualizado regularmente, você irá sem dúvidas parecer muito mais organizado em suas abordagens.

Se você compartilhar projetos antes e frequentemente com seus colegas, a fim de construir confiança no seu trabalho, você se apresentará também mais confiante nas reuniões de negócios.
A boa comunicação e suas práticas, bem como conhecer para quem você está apresentando e quais são suas necessidades, é o que farão de você um comunicador eficaz.

Texto traduzido e livremente adaptado do artigo “Client Presentation Tips for Designers”, do blog Freelance Switch.

0 Comentario "Dicas de apresentação de trabalhos para clientes [Parte 2]"

link patrocinado

Saldão de Eletros

Sua loja grátis

Copyright

É expressamente proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo e dos textos disponíveis no site principal (http://www.pridecommerce.com), no fórum de discussões, no boletim de notícias enviado por email e em nas nossas páginas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.), seja através de mídia eletrônica, impressa ou qualquer outra forma de distribuição, mesmo citando a fonte e colocando link para o artigo original. Os infratores serão indiciados e punidos com base nas leis nº 9.610 de 19/02/1998 (Brasil), Digital Millenium Copyright Act (DMCA) (EUA) e diretiva 2001/29/EC (União Européia).



Não nos responsabilizamos por danos materiais e/ou morais de qualquer espécie promovidos pelo uso das informações contidas em nosso site, em nosso fórum de discussões, nosso boletim de notícias ou em publicações feitas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.).



Opiniões emitidas por usuários e moderadores não necessariamente refletem a opinião da Pride Commerce e de sua direção.