Loja Virtual Grátis

Loja Virtual Grátis
Patrocinador

Em 2010, brasileiro trocou boleto por cartão de crédito na hora de comprar na web

O brasileiro substituiu o boleto e a transferência bancária pelo cartão de crédito na hora de pagar suas compras on-line.


Pesquisa realizada pela plataforma digital MoIP revela que, em 2009, 74,75% das transações feitas na rede eram pagas por meio de boleto ou transferência; já, no ano passado, 66,33% dos pagamentos foram feitos com cartão de crédito.

Forma de pagamento
Além da mudança no meio de pagamento, a forma de pagamento também mudou entre 2009 e 2010.
No ano passado, entre os consumidores que pagaram suas compras utilizando o cartão de crédito, mais pessoas aderiram à compra parcelada.
Para se ter uma ideia, enquanto em 2009 os pagamentos sem parcelamento representavam 77,52% das compras, em 2010, este percentual foi de apenas 30,18%. Por outro lado, as compras parceladas em dez vezes, por exemplo, passaram de 0,63% para 8,93%, em um ano.
A pesquisa da MoIP analisou dados de 115 mil pessoas que utilizaram a plataforma entre janeiro e julho do ano passado e no mesmo período de 2009.

0 Comentario "Em 2010, brasileiro trocou boleto por cartão de crédito na hora de comprar na web"

link patrocinado

Saldão de Eletros

Sua loja grátis

Copyright

É expressamente proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo e dos textos disponíveis no site principal (http://www.pridecommerce.com), no fórum de discussões, no boletim de notícias enviado por email e em nas nossas páginas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.), seja através de mídia eletrônica, impressa ou qualquer outra forma de distribuição, mesmo citando a fonte e colocando link para o artigo original. Os infratores serão indiciados e punidos com base nas leis nº 9.610 de 19/02/1998 (Brasil), Digital Millenium Copyright Act (DMCA) (EUA) e diretiva 2001/29/EC (União Européia).



Não nos responsabilizamos por danos materiais e/ou morais de qualquer espécie promovidos pelo uso das informações contidas em nosso site, em nosso fórum de discussões, nosso boletim de notícias ou em publicações feitas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.).



Opiniões emitidas por usuários e moderadores não necessariamente refletem a opinião da Pride Commerce e de sua direção.