Loja Virtual Grátis

Loja Virtual Grátis
Patrocinador

As funções de um gerente de e-commerce

Compiz Fusion on Ubuntu Feisty Fawn - Expo plugin, por MicheleM_ em CC
imagem: MicheleM em CC
Mais que extrair dados de planilhas, o gerente de e-commerce precisa estar antenado com novas informações, metodologias e ações. Vale tudo para trabalhar e compreender os números de maneira mais humana e criativa – é isso que faz a diferença nos números de vendas no ambiente online. Este profissional precisa ser, por natureza, interdisciplinar. E nem todos os pequenos sites de e-commerce têm este cargo. Portanto, caro cliente, empreendedor ou novato, se é você quem decide as ações no seu site, lembre que precisará estar de olhos abertos o tempo todo.



Toda informação importa. Não há diferença de onde venha. O gerente de e-commerce precisa saber coletar dados e explorar informações. E, de posse delas, tomar decisões de forma precisa, de acordo com o planejamento – e longe, muito longe, dos seus gostos ou ego. É este profissional que deve saber como fazer a hierarquia de conteúdo no site, avaliar sua usabilidade e conferir se a experiência do usuário é o que se espera. Tudo isso é decisivo nos resultados das vendas online. Para fazer isso, o gestor do e-commerce que saber usar as ferramentas de análise (não importa qual esteja em uso). Depois de encontrar os problemas (abandono de carrinho sempre é o mais grave) tem que encontrar a solução para eles, reorganizar o fluxo ou então criar novas e melhores oportunidades.

A tendência hoje é nos soterrarmos em informação – em geral abundante e gratuita. Por isso, escolha bem quais são os dados que realmente importam (KPI) e, depois, se houver necessidade, fazer as modificações no processo de navegação de forma sutil e de acordo com a necessidade. O foco sempre será o seu planejamento.
Outra questão muito comum é tratar cada peça de marketing como um conjunto isolado. Lembrem: banner, e-mail marketing, SEO, SEM e redes sociais têm sim, parâmetros próprios e estratégias diferentes. E o objetivo de cada um é o definido no seu planejamento. Vender é sempre o objetivo, mas nem só de ofertas e promoções viverá este gestor. O cliente online é exigente e falhas são mal toleradas.

Sobre os ombros deste gerente fica a responsabilidade pela infra-estrutura tecnológica. Ele precisa saber escolher a melhor ferramenta para o seu negócio, bem como cuidar da segurança e das certificações para as transações do site, além da logística – que tem papel fundamental no e-commerce.

Para completar a lista de funções, cabe ao gerente de e-commerce aumentar o número de visitas e garantir sua qualificação – para aumentar a sua taxa de conversão. Ele deve acompanhar cada detalhe do negócio, da oferta à expedição, bem como do atendimento ao cliente e sua satisfação.

0 Comentario "As funções de um gerente de e-commerce"

link patrocinado

Saldão de Eletros

Sua loja grátis

Copyright

É expressamente proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo e dos textos disponíveis no site principal (http://www.pridecommerce.com), no fórum de discussões, no boletim de notícias enviado por email e em nas nossas páginas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.), seja através de mídia eletrônica, impressa ou qualquer outra forma de distribuição, mesmo citando a fonte e colocando link para o artigo original. Os infratores serão indiciados e punidos com base nas leis nº 9.610 de 19/02/1998 (Brasil), Digital Millenium Copyright Act (DMCA) (EUA) e diretiva 2001/29/EC (União Européia).



Não nos responsabilizamos por danos materiais e/ou morais de qualquer espécie promovidos pelo uso das informações contidas em nosso site, em nosso fórum de discussões, nosso boletim de notícias ou em publicações feitas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.).



Opiniões emitidas por usuários e moderadores não necessariamente refletem a opinião da Pride Commerce e de sua direção.