Loja Virtual Grátis

Loja Virtual Grátis
Patrocinador

Investimentos em publicidade online deve superar impresso em 2012

A web vai ter mais publicidade do que jornais em 2012, em todo o mundo, revela a pesquisa “Global Entertaiment and Media Outlook”.



No levantamento, Brasil e China estão como os futuros “chefes” dessa expansão e do entretenimento. O estudo foi realizado pela consultoria PwC, teve como base 48 países e projetou o mercado até 2015.
A internet, de acordo com a pesquisa, será a mídia que mais crescerá. A previsão de crescimento anual é de 13%. Mais requisitada, a verba publicitária também aumenta.
Somente o Facebook deverá fechar 2011 como líder do mercado de publicidade online do tipo display ad nos Estados Unidos, aponta uma projeção feita pela empresa de pesquisas eMarketer. De acordo com o instituto, o Facebook verá sua receita líquida com exibição de display ads – tipo de publicidade online que inclui exibições de banners e Flash – crescer 80,9% nos EUA em 2011, atingindo 2,19 bilhões de dólares no período.



Em comparação, a Google deverá faturar 1,15 bilhão de dólares em display ads no ano; a Yahoo, 1,62 bilhão; e a Microsoft, 604 milhões. Segundo o estudo, todas as principais empresas concorrentes deverão experimentar crescimento de receita em publicidade para 2011: Google (34,4%), Microsoft (18,7%), Yahoo (13,6%) e AOL (10,5%).

Em 2010, a publicidade online movimentou US$ 70,5 bilhões. A estimativa para este ano é de US$ 80,1 bilhões e para 2015 de US$ 129,9 bilhões. No ano passado, os jornais faturaram US$ 87,3 bilhões de verba publicitária no mundo e a previsão para 2015 é que chegue a US$ 97,9 bilhões.
Até 2014, o Brasil ultrapassará a Itália, Coréia do Sul e Canadá para se tornar o sétimo maior mercado do setor.

0 Comentario "Investimentos em publicidade online deve superar impresso em 2012"

link patrocinado

Saldão de Eletros

Sua loja grátis

Copyright

É expressamente proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo e dos textos disponíveis no site principal (http://www.pridecommerce.com), no fórum de discussões, no boletim de notícias enviado por email e em nas nossas páginas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.), seja através de mídia eletrônica, impressa ou qualquer outra forma de distribuição, mesmo citando a fonte e colocando link para o artigo original. Os infratores serão indiciados e punidos com base nas leis nº 9.610 de 19/02/1998 (Brasil), Digital Millenium Copyright Act (DMCA) (EUA) e diretiva 2001/29/EC (União Européia).



Não nos responsabilizamos por danos materiais e/ou morais de qualquer espécie promovidos pelo uso das informações contidas em nosso site, em nosso fórum de discussões, nosso boletim de notícias ou em publicações feitas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.).



Opiniões emitidas por usuários e moderadores não necessariamente refletem a opinião da Pride Commerce e de sua direção.