Loja Virtual Grátis

Loja Virtual Grátis
Patrocinador

Kim Dotcom prepara serviço de e-mail à prova de espionagem


O controverso fundador do Mega, Kim Dotcom, voltou a afirmar nesta sexta-feira que trabalha em serviços de mensagens e e-mails criptografados para driblar a vigilância online.


Segundo o Torrent Freak, a plataforma de comunicação privada ficará pronta até setembro, com aplicativos disponíveis dois meses depois. Já o serviço de e-mail será lançado apenas no ano que vem. Ambos serão integrados ao Mega.

Para o CEO do site de armazenamento, Vikram Jumar, os novos produtos se justificam porque há uma "nova guerra" em curso, que vai além das recentes divulgações da espionagem amerciana por parte da Agência Nacional de Segurança.

"As preocupações acerca da coleta de dados feita por governos e as análises de todo o trádego da interner estão crescendo. Novas leis surgem em todos os lugares", opina Jumar.Kim Dotcom

As revelações sobre o amplo monitoramento americano têm impulsionado a demanda por serviços que blindam o rastreamento online. O buscador DuckDuckGo e o aplicativo recentemente criado pelo fundador do Pirate Bay notaram maior procura.

0 Comentario "Kim Dotcom prepara serviço de e-mail à prova de espionagem"

link patrocinado

Saldão de Eletros

Sua loja grátis

Copyright

É expressamente proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo e dos textos disponíveis no site principal (http://www.pridecommerce.com), no fórum de discussões, no boletim de notícias enviado por email e em nas nossas páginas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.), seja através de mídia eletrônica, impressa ou qualquer outra forma de distribuição, mesmo citando a fonte e colocando link para o artigo original. Os infratores serão indiciados e punidos com base nas leis nº 9.610 de 19/02/1998 (Brasil), Digital Millenium Copyright Act (DMCA) (EUA) e diretiva 2001/29/EC (União Européia).



Não nos responsabilizamos por danos materiais e/ou morais de qualquer espécie promovidos pelo uso das informações contidas em nosso site, em nosso fórum de discussões, nosso boletim de notícias ou em publicações feitas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.).



Opiniões emitidas por usuários e moderadores não necessariamente refletem a opinião da Pride Commerce e de sua direção.