Loja Virtual Grátis

Loja Virtual Grátis
Patrocinador

5 erros fatais para startups



O primeiro ano de uma startup é o mais importante. É o momento em que os empreendedores se deparam com imprevistos e devem corrigi-los o mais rápido possível. As falhas são, em certa medida, aceitáveis no começo de uma empresa, porém, podem ser fatais. Em entrevista à Exame, o investidor e presidente da associação Anjos do Brasil, Cassio Spina, revela quais são os 5 erros que podem acabar com um negócio.




1 - Investir prematuramente
Chegar ao mercado com uma estrutura muito grande pode não dar certo. O ideal, segundo o investidor, é ir com apetite, mas manter a flexibilidade de uma startup. Assim é mais fácil mudar, caso o negócio tome outro rumo.

2 -  Não escutar os clientes
Aplicar o princípio de tentativa e erro é fundamental para startups. Portanto é primordial saber a opinião dos usuários, e só aumentar o investimento depois de confirmar a aceitação do mercado.

3 - Demorar para reagir
Não adianta ouvir a opinião dos consumidores sem aproveitá-la para melhorar o negócio. Demorar muito para reagir só afasta os clientes em potencial. Entenda o quanto o público está interessado, como ele avalia seu produto/serviço e quanto ele está disposto a pagar.

4 - Se fechar para opiniões 
É importante usar a experiência de outras pessoas para evitar gastos desnecessários de tempo e dinheiro. A dica é buscar informações ao redor e escutar o maior número de pessoas que puder, sem se fechar em uma bolha.

5 - Errar no conceito
Os problemas com a definição e a forma de vender a ideia podem ser graves. Faça um bom pitch (resumo sobre sua empresa). Estude, treine e pratique o seu discurso. "Impressionar o investidor a qualquer custo, inventando dados, por exemplo, pode ser fatal para a startup.", finaliza Spina.

0 Comentario "5 erros fatais para startups"

link patrocinado

Saldão de Eletros

Sua loja grátis

Copyright

É expressamente proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo e dos textos disponíveis no site principal (http://www.pridecommerce.com), no fórum de discussões, no boletim de notícias enviado por email e em nas nossas páginas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.), seja através de mídia eletrônica, impressa ou qualquer outra forma de distribuição, mesmo citando a fonte e colocando link para o artigo original. Os infratores serão indiciados e punidos com base nas leis nº 9.610 de 19/02/1998 (Brasil), Digital Millenium Copyright Act (DMCA) (EUA) e diretiva 2001/29/EC (União Européia).



Não nos responsabilizamos por danos materiais e/ou morais de qualquer espécie promovidos pelo uso das informações contidas em nosso site, em nosso fórum de discussões, nosso boletim de notícias ou em publicações feitas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.).



Opiniões emitidas por usuários e moderadores não necessariamente refletem a opinião da Pride Commerce e de sua direção.