Loja Virtual Grátis

Loja Virtual Grátis
Patrocinador

10 coisas que você precisa saber sobre os smartphones modulares do Google


Daqui a alguns meses os smartphones modulares do Google se tornarão uma realidade, então você poderá montar seu próprio aparelho com as especificações que quiser – e, claro, de acordo com o quanto deseja pagar por um smartphone.

Se você ainda tem dúvidas sobre como anda o cronograma do Google, ou sobre o modelo que a empresa está prestes a criar, confira abaixo uma lista preparada pelo The Next Web com 10 respostas sobre o Projeto Ara.

Disponibilidade
Ainda em fase inicial de desenvolvimento, os aparelhos serão lançados no começo do próximo ano.

Preço
O Google já disse que o modelo mais básico, chamado de Grey Phone, terá custo de produção de US$ 50, mas ele não fará nem chamadas telefônicas (saiba mais). Uma versão mais robusta ficará na faixa dos US$ 500. Nos dois casos são valores de manufatura, não de loja, mas dá pra ter uma ideia da variação de preço.

Tamanho
Haverá três tipos de smartphone Ara, pequeno, médio e grande. O médio será mais ou menos do tamanho do iPhone ou do Galaxy S5. Lembrando que o grande será o que mais recursos terá.

Módulos
Cada módulo trará funcionalidades e capacidades diferentes para o aparelho; as peças serão encaixadas num esqueleto que seguirá um entre três tamanhos padronizados, como explicado no item acima. Módulos e esqueletos serão ligados por magnetismo que pode ser ligado ou desligado – no modo desligado será possível trocá-los.
As peças não serão fabricadas pelo Google, só o esqueleto. Qualquer um pode criar suas próprias peças, com base no kit de desenvolvimento liberado pelo Google recentemente.

Compra de módulos
O Google terá uma loja virtual e quiosques para compra dos módulos, que poderá ser feita de três formas: a partir do Grey Phone, você adquire cada um por um app que demonstra as funcionalidades que você estiver adquirindo; usando o aparelho de um amigo em modo de visitante para testar os módulos; ou indo fisicamente a um quiosque, onde será explicado cada módulo.

Atualização do Android
Um problema para quem usa o sistema operacional do Google é que você nunca tem certeza de que seu aparelho receberá atualizações, mas talvez isso não aconteça com smartphones do Projeto Ara. De qualquer forma, ainda não existe uma versão do Android para a novidade, ela também estará pronta até o começo de 2015.

Protótipo
O Google recentemente mostrou um protótipo do modelo médio, mas ele era tão limitado que sequer tinha magnetismo permanente para segurar as peças – sem contar que a tela estava quebrada. Um protótipo mais bem-feito será mostrado em setembro.

Módulos com múltiplas funções
Cada módulo não precisa necessariamente trazer só uma característica ao aparelho, a questão é não extrapolar no design. O desenvolvedor pode colocar uma pequena bateria em seu módulo para melhorar o desempenho do flash de câmera, por exemplo, e não usar a energia principal – que, a propósito, virá de outro módulo.

Por que você deve se importar
Um smartphone Ara pode durar entre cinco e seis anos, porque ao invés de comprar um aparelho novo sempre que surgir uma tecnologia inovadora, você só troca um módulo e atualiza seu aparelho. Lembra a tela quebrada da apresentação do Google? Ela poderia ser simplesmente substituída e o telefone voltaria a estar novo. É um ótimo modelo de negócio para os consumidores, mas não tão ótimo assim para as grandes fabricantes.

Por que desenvolvedores devem se importar
Imagine a liberdade de criar um pedaço de smartphone que já tem todo o esquema pronto, basta desenvolver dentro daqueles moldes – que são preparados, inclusive, para uso de impressora 3D para baratear o processo. As etapas industriais foram praticamente removidas e não é necessário pensar em conexões Bluetooth ou wi-fi para ligar seu produto ao aparelho, além de saber que o módulo terá um espaço de comércio parecido com a Google Play.

0 Comentario "10 coisas que você precisa saber sobre os smartphones modulares do Google"

link patrocinado

Saldão de Eletros

Sua loja grátis

Copyright

É expressamente proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo e dos textos disponíveis no site principal (http://www.pridecommerce.com), no fórum de discussões, no boletim de notícias enviado por email e em nas nossas páginas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.), seja através de mídia eletrônica, impressa ou qualquer outra forma de distribuição, mesmo citando a fonte e colocando link para o artigo original. Os infratores serão indiciados e punidos com base nas leis nº 9.610 de 19/02/1998 (Brasil), Digital Millenium Copyright Act (DMCA) (EUA) e diretiva 2001/29/EC (União Européia).



Não nos responsabilizamos por danos materiais e/ou morais de qualquer espécie promovidos pelo uso das informações contidas em nosso site, em nosso fórum de discussões, nosso boletim de notícias ou em publicações feitas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.).



Opiniões emitidas por usuários e moderadores não necessariamente refletem a opinião da Pride Commerce e de sua direção.