Loja Virtual Grátis

Loja Virtual Grátis
Patrocinador

WhatsApp, saiba como tornar ele uma plataforma efetiva de relacionamento com o cliente

O WhatsApp é um dos aplicativos de mensagens instantâneas mais populares do mundo. Em abril deste ano o serviço atingiu a marca de 800 milhões de usuários espalhados pelo mundo. Isso ressalta ainda mais a exigência do público por meios de comunicação mais ágeis.




Não é possível mais negar essa tendência. No que diz respeito aos empresários do e-commerce a atitude mais acertada é atualizar-se. O consumidor está cada vez mais exigente e conectado. Por isso é imprescindível que as empresas se atualizem e utilizem as redes sociais não só como plataforma de marketing, mas também como canal efetivo de comunicação com o cliente.

Seguindo essa tendência, vários e-commerces vêm aderindo ao aplicativo como SAC ou até mesmo como canal de vendas. De acordo com a Pesquisa Nacional do Varejo Online, realizada pelo E-Commerce Brasil em parceria com o Sebrae, 18% dos empreendedores utilizam o WhatsApp como um canal de relacionamento com seus clientes.

Esta pode ser uma boa alternativa, principalmente, para os pequenos empreendedores, já que permite um contato direto com o consumidor. Utilizando o aplicativo, o empreendedor pode enviar fotos e vídeos atuais do produto, atualizar o cliente quanto ao status da mercadoria – se foi embalada, quando foi despachada etc. – e esclarecer eventuais dúvidas. Depois que o cliente receber a encomenda, o empresário pode ainda pedir um feedback sobre o produto e o atendimento.

Outra possibilidade é utilizar o WhatsApp como SAC. Culturalmente é mais comum que este serviço seja visto com maus olhos, como um canal de meras reclamações. No entanto, o empreendedor diferenciado deve enxergar o SAC como mais uma possibilidade: de receita, de conquistar a confiança do consumidor e fideliza-lo e de fazê-lo mudar de opinião.

O serviço de atendimento ao consumidor no WhatsApp tem a vantagem de ser mais ágil. Por e-mail, normalmente, o contato é mais burocrático e demorado. O próprio aplicativo permite que o cliente tire fotos ou grave vídeos e já envie para a empresa, mostrando qual é o problema com a mercadoria ou serviço. Ao receber o conteúdo, a empresa constata o problema e já propõe ao cliente uma solução.

No entanto, para que isso seja possível, o empreendedor precisa estabelecer algumas normas e regras. Ao invés de usar o mesmo contato pessoal, ter um número exclusivo para a empresa é o ideal, o que evita possíveis confusões. Além disso, é melhor que somente uma pessoa fique responsável por responder os clientes, pois é importante manter a conformidade no discurso.

Existem empresas que já utilizam o WhatsApp como canal para marketing. Mas é preciso tomar certo cuidado. Assim como no e-mail marketing, o cliente também deve ser questionado se deseja receber esse tipo de conteúdo no aplicativo. Afinal, a intenção não é incomoda-lo. Pelo contrário, o intuito é sempre tornar a experiência de consumo cada vez mais confortável e descomplicada.


Vagner FD

0 Comentario "WhatsApp, saiba como tornar ele uma plataforma efetiva de relacionamento com o cliente "

link patrocinado

Saldão de Eletros

Sua loja grátis

Copyright

É expressamente proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo e dos textos disponíveis no site principal (http://www.pridecommerce.com), no fórum de discussões, no boletim de notícias enviado por email e em nas nossas páginas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.), seja através de mídia eletrônica, impressa ou qualquer outra forma de distribuição, mesmo citando a fonte e colocando link para o artigo original. Os infratores serão indiciados e punidos com base nas leis nº 9.610 de 19/02/1998 (Brasil), Digital Millenium Copyright Act (DMCA) (EUA) e diretiva 2001/29/EC (União Européia).



Não nos responsabilizamos por danos materiais e/ou morais de qualquer espécie promovidos pelo uso das informações contidas em nosso site, em nosso fórum de discussões, nosso boletim de notícias ou em publicações feitas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.).



Opiniões emitidas por usuários e moderadores não necessariamente refletem a opinião da Pride Commerce e de sua direção.