Loja Virtual Grátis

Loja Virtual Grátis
Patrocinador

5 dicas para conquistar o primeiro cliente – e fazer seu negócio decolar de verdade

Não adianta ter um projeto e não conseguir alguém que pague pelo que você oferece

lego; aperto de mão; negócio; cliente; prospeccão (Foto: Photo Pin)
Para manter uma empresa funcionando, não há muito jeito: é preciso ter clientes. Só que, ao contrário do que possa parecer, esse panorama vem mudando nos últimos tempos. E isso não é um bom sinal. A opinião é de Diana Kander, empreendedora e professora americana. Diana afirma que, junto com o empreendedorismo digital, surgiram projetos com foco cada vez menor na busca por consumidores. Segundo ela, há uma tendência muito forte, principalmente em startups, de ir atrás de aportes ou ganhar dinheiro por meio de modelos de monetização mirabolantes demais.
 
 
 
Nada contra startups que conseguem o sucesso por vias heterodoxas. Só que elas não são maioria. Para a americana, o essencial é que os empreendedores vão atrás o consumidor – e se um aporte eventualmente aparecer, melhor ainda.

Ao conquistar o primeiro cliente, seu negócio sai do campo das ideias e vira uma realidade. Em artigo no site da revista "Entrepreneur", Diana listou dicas para quem quer encontrar alguém que pague por seu produto ou serviço:

1. Conecte-se
Para a especialista, ter contatos é o primeiro passo para construir uma base de clientes. Mas não é preciso pegar o telefone e ligar para completos desconhecidos. Um bom começo é recorrer a conhecidos. Eles podem levar o empreendedor a conhecer pessoas que podem querer seu produto ou serviço. Quando começou a empreender, Diana pediu que seus contatos a apresentassem a cinco outros clientes em potencial. Dessa forma, ela criou uma lista de prospecção bastante boa.


2. Seja um stalker
Ao marcar uma reunião com um eventual cliente, seja um típico stalker. Tente "fuçar" a vida dessa pessoa. As redes sociais são ótimas para isso – especialmente o LinkedIn. Na página, você pode encontrar informações sobre seu contato e usá-las no encontro.


3. Saiba responder
Quem está começando um negócio não tem muitos clientes e não empreende há muito tempo. É impossível negar isso. No entanto, é possível dar respostas que minimizem sua falta de traquejo. Alguém pode perguntar "quantos clientes você tem?" ou "há quanto tempo você empreende?". Uma boa dica é contornar a situação com repostas como, respectivamente, "95% de todos que já trabalharam comigo recomendaram a empresa aos amigos" e "tenho uma longa experiência na iniciativa privada e recentemente decidi trazer a qualidade do meu trabalho aos pequenos negócios."


4. Firme parcerias
Outro problema de quem está começando: como conseguir credibilidade se ninguém conhece a sua empresa? Um bom caminho é firmar parcerias. Marque reuniões com empresas consolidadas e tente vender a eles a qualidade de seu produto ou serviço. Uma recomendação de uma startup mais conhecida pode levar bastante gente à sua lista de prospecção.


5. Vire um especialista
Quem não tem uma base de clientes precisa convencer os clientes em potencial de alguma maneira. A melhor delas, segundo Diana, é útil tanto para quem não gosta de vendas quanto para quem tem um certo traquejo: estude sobre o produto ou serviço que sua empresa oferece. Tenha na ponta da língua todas as especificações do que você vende. Imagine que perguntas podem ser feitas a você e pense em respostas.


Vale ressaltar que mentir está fora de cogitação. Seu negócio tem um ponto fraco? Tente fortalecer seus pontos fortes. Assim, muito provavelmente você vai transformar seu projeto em uma empresa, de acordo com Diana.

0 Comentario "5 dicas para conquistar o primeiro cliente – e fazer seu negócio decolar de verdade"

link patrocinado

Saldão de Eletros

Sua loja grátis

Copyright

É expressamente proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo e dos textos disponíveis no site principal (http://www.pridecommerce.com), no fórum de discussões, no boletim de notícias enviado por email e em nas nossas páginas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.), seja através de mídia eletrônica, impressa ou qualquer outra forma de distribuição, mesmo citando a fonte e colocando link para o artigo original. Os infratores serão indiciados e punidos com base nas leis nº 9.610 de 19/02/1998 (Brasil), Digital Millenium Copyright Act (DMCA) (EUA) e diretiva 2001/29/EC (União Européia).



Não nos responsabilizamos por danos materiais e/ou morais de qualquer espécie promovidos pelo uso das informações contidas em nosso site, em nosso fórum de discussões, nosso boletim de notícias ou em publicações feitas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.).



Opiniões emitidas por usuários e moderadores não necessariamente refletem a opinião da Pride Commerce e de sua direção.