Hospedagem Grátis

Loja Virtual Grátis

Loja Virtual Grátis
Patrocinador

Pequena empresa instala até escorregador para estimular o bem-estar dos funcionários

Cada vez mais, pequeno empreendedor deve pensar em oferecer benefícios e não apenas bons salários



Paulo LIebert/AE
Kobbi e o escorregador: ambiente agradável ajuda empresário
 Que tal ir para uma reunião no mezanino e depois voltar por um escorregador? Na agência Fess’Kobbi essa pequena aventura é uma rotina. “Nós criamos uma área de descontração no mezanino, onde temos a sala de reunião e algumas redes, usadas para momentos de troca de ideias e relaxamento”, conta um dos sócios, Eduardo Kobbi. “A subida é pela escada, mas a volta é sempre pelo escorregador.”







A agência também oferece ginástica laboral no início da jornada diária, com exercícios de alongamento, fortalecimento e relaxamento, conduzidos por um fisioterapeuta. “Essa ação gera dezenas de benefícios fisiológicos, psicológicos e sociais para os funcionários. E a empresa se beneficia com o aumento de produção e motivação, além da redução de doenças.” Segundo ele, este ano a agência está introduzindo a participação dos colaboradores nos resultados da empresa.

Assim como Kobbi, outros empreendedores já perceberam que não é apenas o salário que influência na retenção dos funcionários. “Cada vez mais empresários nos procuram em busca de informações sobre formas de oferecer benefícios”, diz o consultor do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-SP), Daniel Palácio Alves.

Alves considera a cesta de benefícios fator determinante para manter os empregados. “Além dos benefícios tradicionais, o ambiente dentro da empresa, a flexibilidade no horário e o local de trabalho pesam muito na hora de o funcionário avaliar outra proposta de emprego.”

Na Evoluo, empresa especializada em serviços e soluções empresariais e humanas, o sócio Armando Grell diz haver uma nítida tendência nesse sentido entre as pequenas e médias empresas (PMEs). Segundo ele, essas companhias devem incluir itens como benefícios e bem-estar no planejamento estratégico. “Custa mais caro formar mão de obra e depois, por um simples plano de saúde, perder o empregado.”

Sócio do escritório de advocacia Mendes Barreto e Souza Leite, Luiz Guilherme Mendes Barreto diz que emprega 11 pessoas e há um ano decidiu investir num plano de saúde de alto padrão oferecido pela Care Plus.
Segundo ele, o custo não ultrapassa 1% da receita da empresa, que também investe em academia. “Em breve, também vamos oferecer uma nova ferramenta chamada Vital Box, voltada para o acompanhamento da saúde e bem-estar da equipe.”

O gerente comercial da Care Plus, Eduardo Pereira, diz que a companhia de plano de saúde criou em 2010 a linha Soho especialmente para atender empresas com poucos funcionários. “A linha oferece quatro categorias de planos, que podem ser contratados para atender entre duas e 29 pessoas.”

Pereira confirma o interesse crescente das pequenas por benefícios. Segundo ele, em 2011 as vendas da linha Soho responderam por 15% dos planos comercializados pela companhia. “Nossa expectativa é de que nos próximo cinco anos essa linha seja responsável por até 40% da receita da Care Plus.”

Os 25 empregados da Gaming do Brasil, distribuidora oficial da Nintendo no País, também foram contemplados com o plano de saúde. “Além disso, oferecemos vale refeição, vale transporte e bônus por desempenho nos resultados da empresa”, diz o gerente de operações, Roberto Lindstaedt. A empresa também tem uma “sala de descompressão”, onde os funcionários podem jogar videogame.

Os especialistas do Sebrae e da Evoluo alertam, no entanto, que tudo deve ser feito de forma compatível com a realidade financeira da empresa. “É preciso avaliar o impacto que a implantação de um benefício vai causar, porque depois de implantado é praticamente incorporado como direito”, diz Grell.

Alves sugere alternativas que não interferem no orçamento da empresa, como a flexibilização do horário de trabalho, criar convênios com restaurantes, academias e escolas de idioma. “Promover eventos de confraternização e dar folga no dia do aniversário, são outras possibilidades.”

0 Comentario "Pequena empresa instala até escorregador para estimular o bem-estar dos funcionários"

link patrocinado

Saldão de Eletros

Sua loja grátis

Copyright

É expressamente proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo e dos textos disponíveis no site principal (http://www.pridecommerce.com), no fórum de discussões, no boletim de notícias enviado por email e em nas nossas páginas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.), seja através de mídia eletrônica, impressa ou qualquer outra forma de distribuição, mesmo citando a fonte e colocando link para o artigo original. Os infratores serão indiciados e punidos com base nas leis nº 9.610 de 19/02/1998 (Brasil), Digital Millenium Copyright Act (DMCA) (EUA) e diretiva 2001/29/EC (União Européia).



Não nos responsabilizamos por danos materiais e/ou morais de qualquer espécie promovidos pelo uso das informações contidas em nosso site, em nosso fórum de discussões, nosso boletim de notícias ou em publicações feitas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.).



Opiniões emitidas por usuários e moderadores não necessariamente refletem a opinião da Pride Commerce e de sua direção.