Hospedagem Grátis

Loja Virtual Grátis

Loja Virtual Grátis
Patrocinador

Saiba como abrir um negócio com até R$ 5 mil

Programas de capacitação e incentivo podem ajudar quem quer abrir o próprio empreendimento, mas não tem muito capital de giro
 
Capacitação é fundamental para que pequenos empresários possam tocar seu negócio / Agência Sebrae/ Divulgação  


Capacitação é fundamental para que pequenos empresários possam tocar seu negócio Agência Sebrae/ Divulgação




Com a economia aquecida e o nível de consumo do brasileiro crescendo consideravelmente nos últimos anos, aumentou também o interesse do brasileiro em começar seu próprio negócio. Para quem deseja se tornar um empreendedor, mas tem um capital de giro limitado, existem algumas boas alternativas. É possível criar sua própria empresa com até R$ 5.000.

Uma boa opção para quem deseja montar uma empresa com pequeno capital de giro são as microfranquias. Sem a exigência de grandes investimentos, como nas franquias tradicionais, o setor vem crescendo consideravelmente nos últimos anos.

A franquia é, basicamente, a concessão de direito de uso de uma marca de produtos e/ou serviços. Embora o sistema tenha se popularizado graças a grandes marcas, existem marcas menores, inclusive aquelas na qual o empresário pode investir R$ 5.000.

Segundo a ABF (Associação Brasileira de Franchising), as microfranquias representam 17% do total de opções de franchising e 4% do faturamento do setor, o equivalente a R$ 3,7 bilhões. Somente no ano passado, 123 novas marcas foram criadas.

“A microfranquia é a solução para um problema cultural: o brasileiro sempre foi preparado para ser empregado. Hoje, ele quer ser empresário e tem condições para isso, mas não sabe como fazer”, Renato Ticoulat Neto, diretor de novos negócios da Jan-Pro no Brasil.

A empresa, especializada em microfranquia voltada ao setor de limpeza, adotou um sistema especial de trabalho. Com apenas R$ 5 mil, é possível passar por um processo de qualificação para montar o próprio negócio. Em seguida, a Jan-Pro se encarrega de conseguir clientes para o novo empresário.

No futuro, o empreendedor paga um percentual dos novos contratos que obtiver. Ticoulat cita exemplos de sucesso, como o de um funcionário de restaurante que abriu o próprio negócio. “Ele ganhava R$ 2 mil brutos. Logo no início, passou a ganhar R$ 2,4 mil líquidos, mesmo contratando uma funcionária. Agora, conseguiu mais um contrato grande e triplicou os ganhos”, explica.

Para ele, o ponto fundamental da microfranquia é capacitar o empreendedor. “É preciso ajudar o empresário até que ele possa andar com as próprias pernas”.

Cursos

Um dos principais canais de apoio é o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), que oferece uma série de cursos e publicações tanto para quem deseja abrir o próprio negócio quanto para o empreendedor que deseja evoluir.

Um dos cursos mais importantes do Sebrae é o IPGN (Iniciando um Pequeno Grande Negócio), de curta duração. O programa ajuda na formulação de um plano de negócio e é realizado em duas modalidades: presencial (com 30 horas de duração) e à distância (curso via internet com carga horária equivalente a 15 horas, com previsão de duração de 30 dias.)

Como suporte aos cursos, existe a série de publicações chamadas “Ideias de negócio”. O material traz informações específicas sobre cada atividade empresarial. As informações abordam aspectos sobre legalização, características técnicas da atividade, estrutura do negócio, mercado, entre outros temas.

Apoio amplo

O Sebrae também oferece uma ação combinada, por meio de palestras, oficinas e consultoria. São apresentadas noções sobre a importância de levantar dados e planejar o empreendimento, como a elaboração de um plano de negócio.

Outras informações podem ser obtidas no site do Sebrae, que possui um espaço especial para quem quer abrir o próprio negócio.

Os cursos têm ajudado várias pessoas a montar o próprio negócio. Alguns já se preparam para alçar voos mais altos, como o empresário Thiago Silva Carneiro. Após iniciar o processo de capacitação do Sebrae, ele já se planeja para montar uma fábrica de equipamentos para esportes de aventura.

“Fazendo o curso, posso saber qual a melhor modalidade de empréstimo, além de outras informações, como o local para as instalações”, explica Carneiro.

Morador de Fortaleza, ele começou o primeiro módulo da capacitação em julho e elogiou a estrutura do Sebrae. “Fico feliz por poder dispor de um instrumento destes no Ceará, que além de ajudar na independência financeira, ainda gera empregos e movimenta a economia do Estado”.

0 Comentario "Saiba como abrir um negócio com até R$ 5 mil "

link patrocinado

Saldão de Eletros

Sua loja grátis

Copyright

É expressamente proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo e dos textos disponíveis no site principal (http://www.pridecommerce.com), no fórum de discussões, no boletim de notícias enviado por email e em nas nossas páginas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.), seja através de mídia eletrônica, impressa ou qualquer outra forma de distribuição, mesmo citando a fonte e colocando link para o artigo original. Os infratores serão indiciados e punidos com base nas leis nº 9.610 de 19/02/1998 (Brasil), Digital Millenium Copyright Act (DMCA) (EUA) e diretiva 2001/29/EC (União Européia).



Não nos responsabilizamos por danos materiais e/ou morais de qualquer espécie promovidos pelo uso das informações contidas em nosso site, em nosso fórum de discussões, nosso boletim de notícias ou em publicações feitas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.).



Opiniões emitidas por usuários e moderadores não necessariamente refletem a opinião da Pride Commerce e de sua direção.